Em um levantamento realizado com 220 empresas do setor de manufatura, o Instituto Sem Fronteiras (ISF) constatou que 65% dos entrevistados indicaram os sistemas de gestão empresarial (ERP) como principal área de investimento em TI, em 2007. Os projetos atrelados à tecnologia prevêm migração e atualização das tecnologias, por conta dos esforços das companhias em redesenhar processos, padronizar os sistemas de back office e adotar plataformas inteligentes para colaboração e integração da solução com a força comercial.

Segundo a pesquisa, Business Intelligence (BI) é a segunda área mencionada pelas companhias como foco de contratação de serviços de consultoria. Os investimentos estarão concentrados, principalmente, em gerenciamento de processos de negócios (BPM) e módulos para extração de relatórios. Cerca de 9% dos respondentes afirmaram que pretendem realizar suas primeiras ações na parte de BI, neste ano.

Em relação à arquitetura SOA (plataforma orientada a serviços), apenas duas empresas do segmento manufatureiro indicaram a adoção da tecnologia como prioridade em TI. Por outro lado, 10% delas pretendem partir para projetos na área, ainda neste ano, e 50% afirmam estudar investimentos no setor.

Já na área de telecom, o levantamento apontou que 45% das empresas do segmento prevêem investimento em VoIP, em 2007. A principal motivação das companhias está relacionada à possibilidade de redução de custos com a comunicação entre unidades presentes em diferentes regiões brasileiras.

Por último, o ISF apurou que 25% dos entrevistados têm a intenção de terceirizar seu data center, neste ano.