Entra ano, sai ano e as soluções de gestão empresarial continuam sendo prioridade de investimento em Tecnologia da Informação (TI) na maioria das empresas no Brasil. Números apresentados pelo IDC indicam que 23% das companhias no País têm o ERP como prioridade em sua área de tecnologia.

Apenas 27% dos entrevistados disseram não ter planos de fazer qualquer investimento em ERP este ano, contra 38% com a mesma afirmação em 2005.

No ano passado, conforme o levantamento da consultoria, 14% delas empregaram R$ 2,6 milhões ou mais nesse tipo de ferramenta, enquanto 6% investiram menos de R$ 9 mil.

Esse investimento foi dividido da seguinte forma, segundo a IDC: 24% dedicados a hardware, 32% a software e os 44% destinados a serviços. Além disso, o levantamento mostra que 13% das soluções de ERP adotadas atualmente no País foram desenvolvidas internamente – os demais 87% envolvem a aquisição de pacotes. Dentro do campo do ERP, o módulo de produção foi citado como prioritário por 22% dos executivos.